Concreto-Permeável-Tetracon-1-1-827x433
23 • NOVEMBRO • 2015 | POR: ADMINISTRADOR

Saiba mais sobre como surgiu o concreto permeável (e suas principais vantagens para a humanidade)

O concreto permeável vem sendo cada vez mais adotado em projetos de engenharia, arquitetura e paisagismo como alternativa para aumentar a permeabilidade de pavimentos submetidos a cargas reduzidas. A principal diferença entre o concreto permeável e o comum é o seu maior índice de vazios: produzido a partir de material granular quase todo do mesmo tamanho, este apresenta maior proporção de espaços que não conseguem ser preenchidos.

Os vazios permitem a passagem da água da chuva, que é armazenada nas camadas inferiores e conduzida para o lençol freático, reduzindo as solicitações ao sistema de drenagem urbana e contribuindo para evitar enchentes. As pesquisas relacionadas ao concreto permeável partiram do crescimento das grandes cidades e da consequente impermeabilização urbana, em busca de alternativas de drenagem que devolvessem ao solo sua capacidade de infiltração.

Apesar de a utilização do concreto poroso para pavimentação ainda ser uma novidade no Brasil, esta tecnologia já vem sendo desenvolvida há aproximadamente 70 anos em outros países. Entenda melhor o histórico do concreto permeável, e como este sistema de pavimentação foi se desenvolvendo ao longo dos anos:

Conheça a história do concreto permeável no Mundo

As primeiras experiências com concreto permeável ocorreram na França entre os anos 40 e 5, devido ao crescimento das grandes cidades e à necessidade de se buscar técnicas que possibilitasse devolver ao solo sua capacidade de infiltração. As aplicações iniciais não foram, porém, bem sucedidas, uma vez que as características o betume heterogêneo e de pouca trabalhabilidade utilizado não sustentava as ligações da estrutura.

O crescimento populacional no período pós-guerra e o aumento crescente das superfícies impermeáveis nas cidades fizeram com que, ao final da década de 70, alguns países como os Estados Unidos, a França, a Suécia e o Japão voltaram a se interessar pelo concreto poroso. O material significava, ainda, uma opção mais segura e confortável para os tempos chuvosos, bem como possibilitava a redução do nível de ruídos e a poluição sonora nas grandes cidades.

Em 1978, foi lançado na França pelo “Ministère de l’Equipement” um projeto de pesquisa com o objetivo de desenvolver novas soluções para a redução dos problemas de inundações. O pavimento permeável em concreto destacou-se dentre as soluções estudadas, devido à facilidade que apresenta de integração ao ambiente das cidades.

No final dos anos 80, o concreto permeável passou a ser produzido de forma industrial em alguns países. No final dos anos 1990 e início dos anos 2000,o material se firmou como tecnologia construtiva para contribuir para a drenagem nas grandes cidades, reduzindo o escoamento superficial e, portanto, o risco de enchentes.

Mais sobre o histórico do concreto permeável no Brasil

A utilização do concreto permeável como solução para a pavimentação é recente no Brasil, mas sua utilização vem crescendo ano a ano, já que contribui para que sejam atendidas as legislações municipais relacionadas à infiltração e à permeabilidade dos terrenos. A Associação Brasileira de Cimento Portland (ABCP) desenvolve, desde 2007, pesquisas com concreto permeável para uso em pavimentação, como solução para os problemas relacionados à impermeabilização dos solos nos grandes centros urbanos.

No ano de 2009, foi desenvolvido pela Universidade de São Paulo um projeto de pesquisa no qual um estacionamento de aproximadamente 1600m² foi pavimentado de um lado com asfalto permeável, de outro com blocos intertravados de concreto poroso, demonstrando a capacidade de absorção destes com relação ao primeiro, e contribuindo para o desenvolvimento da tecnologia de concreto poroso.

Em agosto de 2015, o concreto permeável deu mais um passo a frente como sistema construtivo no país com a publicação da NBR 16416 – Pavimentos permeáveis de concreto – Requisitos e Procedimentos, que estabelece os requisitos mínimos para projeto, especificação, execução e manutenção dos diferentes tipos de pavimentos permeáveis em concreto. A publicação da norma técnica contribui para que seja assegurada a qualidade deste tipo de pavimentação, incentivando o uso desta tecnologia.

Muito utilizado em projetos de áreas públicas como ciclovias, praças, estacionamentos, quadras poliesportivas e áreas de lazer, o concreto permeável vem se firmando ao longo da história como excelente solução para os problemas relacionados à drenagem das grandes cidades. Este sistema apresenta diversas vantagens com relação aos sistemas tradicionais de pavimentação, e requer cuidados especiais quanto à especificação e instalação. Conheça mais sobre os pavimentos permeáveis de concreto, e sobre a Tetracon, empresa especializada em artefatos e estruturas de concreto.

E você, já conhecia a história do concreto permeável? Compartilhe suas experiências conosco nos comentários!

COMPARTILHE


Artigos Relacionados

Bloco-de-Concreto-Tetracon-827x433

As vantagens da utilização do bloco de concreto

Os blocos de concreto possuem características e benefícios evidentes dentro do ramo da construção civil. Por causa disso, estão se sobressaindo no setor e, cada dia mais, abocanhando uma parte da fatia de mercado representada pelo bloco cerâmico.

VER MAIS
moveis-de-bloco-de-cimento-827x433

Blocos de concreto: criatividade e economia na decoração

Apesar de vistos com certo preconceito por muitas pessoas, os blocos de concreto vêm conquistando cada vez mais espaço em projetos de arquitetura, design de interiores e paisagismo.

VER MAIS
Tetracon-Ecotelha-827x433

Pesquisadores criam ecotelha composta por juta e malva

Já faz tempo que a sustentabilidade deixou de ser assunto para poucos e se tornou preocupação de muitos, mas ainda há um logo caminho a ser trilhado no sentido de produzir cada vez mais produtos ecológicos.

VER MAIS
cimento-e-concreto-827x433

Entenda a diferença entre concreto e cimento

O cimento e o concreto são materiais essenciais à construção civil. Apesar disso, nem todo mundo entende e é capaz de apontar as diferenças existentes entre os dois.

VER MAIS