Conheça o processo produtivo das aduelas que devem compor a Linha 6- Laranja do Metrô de São Paulo

Conheça o processo produtivo das aduelas que devem compor a Linha 6- Laranja do Metrô de São Paulo

11.04.2017 | por: Tetracon

Blog

Conheça o processo produtivo das aduelas que devem compor a Linha 6- Laranja do Metrô de São Paulo

A Linha 6 – Laranja do Metrô de São Paulo, com entrega prevista para 2020, deve contar com 15,3km de extensão e 15 estações, conectando a região da Brasilândia, na Zona Norte da Cidade, com São Joaquim, na Zona Sul.

O percurso que hoje é realizado em 90 minutos, passará a ser feito em 23 minutos e são esperados, por dia, 633 mil passageiros na linha.

O processo produtivo das aduelas, segmentos que compõem os anéis de concreto utilizados para a construção do túnel por onde os trens circularão, já foi iniciado em uma fábrica, construída no tempo recorde de 8 meses, em região estratégica, próxima à capital paulista.

Conheça mais sobre esta fábrica e o processo produtivo das aduelas que vão compor a Linha 6-Laranja do Metrô de São Paulo:

Processo produtivo das aduelas

A fábrica localizada estrategicamente nas proximidades de rodovias importantes como a Marginal Tietê, o Rodoanel e a Rodovia dos Bandeirantes, atingiu um volume de capacidade de produção acima das expectativas.

Com área de aproximadamente 40 mil metros quadrados, tem capacidade para a produção de 15 anéis completos por dia, o equivalente a 27 metros de extensão do túnel do metrô.

Até fevereiro deste ano, já havia sido produzido material suficiente para construir 1,5km do túnel: 7,3mil anéis, com 165 mil metros cúbicos de concreto, 66 mil toneladas de cimento e 5 mil toneladas de aço.

Linha de produção

Cada um dos anéis do túnel do Metrô é composto por 9 aduelas e acessórios como parafusos, pinos de união e borrachas de vedação. A linha de produção apresenta dez etapas, abrangendo desde a limpeza das fôrmas para utilização até a desforma das arruelas.

Os anéis são estocados durante 28 dias, tempo de cura do concreto e depois transportados e alocados dentro da tuneladora. Esta coloca a aduela até a frente do equipamento e estas são montadas após a escavação, formando o anel que vai revestir o túnel.

Sustentabilidade na fábrica

A construção de uma linha de Metrô apresenta graves impactos para o meio ambiente, relacionados não somente à abertura dos túneis, mas também ao processo produtivo dos materiais que os revestem.

Visando reduzir estes impactos, a fábrica que produz as aduelas tem uma estação de tratamento de água (ETA) e esgoto (ETE), além de reservatório para água de reuso e tecnologia para aproveitamento da água da chuva.

Assim, toda a água utilizada no processo de fabricação das aduelas deve ser tratada. E as etapas do processo que envolvem a limpeza de fôrmas e materiais utilizarão água de reuso.

A construção da Linha 6 – Laranja do Metrô de São Paulo será realizada pelo Consórcio Move São Paulo, formado pelas construtoras Norberto Odebrecht, Queiroz Galvão e Constran.

De acordo com os responsáveis, a equipe tem experiência para execução de construções complexas, de forma a garantir o cumprimento dos prazos e a segurança nas obras.

A obra deve abrir milhares de oportunidades de emprego na área de construção civil em São Paulo e tem entrega prevista para o ano de 2020.

Você já conhecia o processo de produção dos anéis que vão compor os túneis da Linha 6 do Metrô de São Paulo? Compartilhe suas experiências conosco nos comentários!

Voltar

você também pode gostar destes artigos

20.04.2019 | por: Tetracon

Tetracon responde: dúvidas comuns sobre Concreto!

Leia mais
Meio-fio
12.04.2019 | por: Tetracon

Meio-fio de concreto pré-moldado e in-loco

Leia mais
10.04.2019 | por: Tetracon

Como assentar paver?

Leia mais

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Receba novidades e tendências sobre pavers e muito mais, direto no seu email.

VENHA FAZER UMA VISITA

whatsapp logo