bolco-concreto-827x433
14 • JANEIRO • 2017 | POR: ADMINISTRADOR

Bloco de concreto x bloco cerâmico na alvenaria estrutural

A alvenaria estrutural é um dos sistemas construtivos mais antigos do mundo e apresenta, como principal característica, um único sistema de vedação e estrutura.

Isso quer dizer que as próprias paredes da edificação, construídas a partir de blocos ou tijolos, são capazes de suportar todas as suas cargas.

Dentre as vantagens deste sistema construtivo pode-se citar a redução de custos, a velocidade da construção, o desempenho tecnológico e a possibilidade de se executar as instalações prediais sem rasgos nas paredes.

Os blocos são os elementos mais importantes da alvenaria estrutural, uma vez que definem a resistência da estrutura e a coordenação modular de projetos de arquitetura e engenharia.

O mercado apresenta diversas opções de blocos e tijolos, com diferenças de dimensões, disposições dos furos, texturas e propriedades físicas e mecânicas.

Dentre estes, os blocos de concreto e os blocos cerâmicos são os mais utilizados na construção civil. Entenda as diferenças entre estes tipos de blocos:

Blocos cerâmicos

Os blocos cerâmicos são produzidos a partir da queima da argila em altíssimas temperaturas, o que garante a qualidade e a resistência das peças.

Uma das principais vantagens destes blocos é a leveza das peças, chegando a ser até 40% mais leves que os blocos de concreto, o que facilita seu manuseio no canteiro de obras, aumentando a produtividade.

Por outro lado, esta leveza significa que quebram com mais facilidade, o que pode trazer desperdícios e perdas para a obra.

Além de mais baratos que os blocos de concreto, apresentam propriedades físicas que garantem maior conforto térmico e acústico nas construções e são, devido às temperaturas mais baixas, amplamente utilizados no sul do país.

São também mais sustentáveis que os blocos de concreto, apresentando menor emissão de CO2 ao longo de seu ciclo de vida. As desvantagens da utilização dos blocos cerâmicos estão relacionadas à sua menor resistência mecânica e regularidade das peças.

Além disso, exigem a utilização de maiores quantidades de revestimento, uma vez que são menos aderentes à argamassa.

Blocos de concreto

Produzidos a partir de água, cimento, cal e agentes expansores, os blocos de concreto são produzidos em fôrmas, nas quais é colocada esta mistura de materiais.

As fôrmas passam por um equipamento de vibração e prensagem, e em seguida, pela cura, realizada dentro de câmaras de vapor, de forma a evitar fissuras.

A produção industrializada das peças faz com que estas apresentam tamanhos padrão e maior regularidade, permitindo que as paredes da obra sejam erguidas com mais agilidade e melhor alinhamento.

Os blocos de concreto apresentam como principal vantagem sobre os blocos cerâmicos sua resistência mecânica, sendo capazes de suportar todo o peso da construção sem a necessidade de vigas e pilares.

Além disso, permitem juntas de dilatação menores na construção, uma vez que se movimentam mais que os blocos cerâmicos. O peso destes blocos é uma de suas desvantagens, tornando seu manuseio no canteiro de obras mais complicado.

Também a questão ambiental é uma desvantagem: por apresentarem cimento em sua composição, os blocos de concreto têm maior impacto no meio ambiente.

Sua utilização permite, porém, a realização de obras mais rápidas e economia com relação aos revestimentos: uma camada de argamassa é suficiente e podem receber cerâmica diretamente sobre sua superfície.

Ao comprar blocos de concreto, é importante que o consumidor esteja atento às recomendações da Associação Brasileira de Cimento Portland (ABCP), que indica através do selo ABCP marcas e fornecedores cujos produtos se adequam aos requisitos da Associação Brasileira de Normas Técnicas.

Você já conhecia as vantagens e desvantagens destes dois tipos de blocos? Compartilhe suas experiências conosco nos comentários!

COMPARTILHE


Artigos Relacionados

Ciclovia-Holanda-Tetracon-827x433

Na Holanda, ciclovia produz energia a partir de luz solar

Como uma alternativa ao trânsito intenso de veículos, vários países tem intensificado a construção e aperfeiçoamento de ciclovias. Em muitos casos, a bicicleta representa um deslocamento mais ágil e que traz vários benefícios ao usuário e ao ambiente.

VER MAIS
paver-regeito-de-barragem-827x433

O que são e por que utilizar pavers de rejeito de barragem de minério de ferro

Com origens que remontam às cidades da Antiguidade, os pavimentos intertravados vêm se desenvolvendo paralelamente à indústria da construção civil, visando soluções que contribuam para a realização de obras mais rápidas…

VER MAIS
EPS-pode-contribuir-para-uma-construção-mais-sustentável-827x433

EPS pode contribuir para uma construção sustentável

O poliestireno expandido (EPS), mais conhecido como isopor é um material que pode ser utilizado na construção civil e apresenta benefícios muito interessantes, principalmente por estarem ligados ao reaproveitamento de materiais…

VER MAIS
piso-intertravado-asfalto-827x433

Pavimento intertravado vira “asfalto ecológico”

As consequências do amplo uso desse material são claras nas grandes cidades: devido à sua cor escura, o asfalto absorve os raios solares, contribuindo para a elevação da temperatura nos centros urbanos, onde a poluição dificulta a dispersão do calor.

VER MAIS