s Sobre a NBR 16416 para pavimentos permeáveis de concreto | Tetracon Sobre a NBR 16416 para pavimentos permeáveis de concreto | Tetracon
Saiba mais sobre a NBR 16416 para pavimentos permeáveis de concreto

Saiba mais sobre a NBR 16416 para pavimentos permeáveis de concreto

03.11.2015 | por: Tetracon

Blog

Saiba mais sobre a NBR 16416 para pavimentos permeáveis de concreto

Publicada no início de agosto deste ano, os requisitos e procedimentos da NBR 16416 para pavimentos permeáveis de concreto estabelece os requisitos mínimos para o projeto, a especificação, a execução e a manutenção dos diferentes tipos de pavimentos permeáveis de concreto.

A norma entrou em vigor em seis de setembro de 2015 e define as diferentes tipologias de pavimentos permeáveis e sistemas de infiltração, bem como os requisitos gerais de projeto.

A NBR 16416 ainda estabelece as especificações e métodos de ensaio a serem adotados para as diferentes camadas (base, sub-base e assentamento) do projeto deste tipo de pavimento, bem como para os materiais utilizados nas juntas e no revestimento.

São abordadas também as questões de execução, limpeza e manutenção dos pavimentos permeáveis de concreto, apresentando requisitos e diretrizes a serem cumpridos para que estes procedimentos sejam realizados de forma adequada. Para explicar melhor sobre essa lei, separamos alguns pontos chaves para ajudar os requisitos estabelecidos pela NBR 16461.

Entenda mais sobre a NBR 16416 e os requisitos gerais de projeto

A NBR 16416 define que os pavimentos permeáveis devem permitir a percolação (passagem da água por um material impermeável) de 100% da água total precipitada incidente sobre esta área, bem como a totalidade da precipitação sobre as áreas de contribuição consideradas no projeto.

Dentre os requisitos gerais de projeto, a norma define que este deve levar em consideração o local de implantação do pavimento, dado que os materiais e espessuras devem ser definidos de forma a atender tanto às solicitações mecânicas como hidráulicas do pavimento permeável.

Assim, o projetista deve levar em consideração, também, o tipo de utilização que se espera do pavimento e as condições de carregamento que este deve receber.

Outras informações importantes são: a capacidade de suporte do solo, o coeficiente de permeabilidade do subleito, o nível do lençol freático, e a condição de saturação do solo no caso dos sistemas de infiltração total ou parcial.

Os requisitos gerais de projeto colocam ainda a necessidade de verificação do nível do lençol freático no local, bem como requisitos relacionados ao tamanho das áreas de contribuição. Outros pontos que devem ser levados em conta:

  • -Declividade (assim como áreas permeáveis)
  • -Resistência mecânica do revestimento adotado
  • -Detalhamento das juntas, para o caso de peças moldadas in loco

Saiba mais sobre requisitos mínimos da NBR 16416

Para as camadas de base e sub-base, são definidos pela norma valores mínimos para as seguintes especificações: abrasão “Los Angeles”, índices de vazios, material passante na peneira com abertura de malha de 0,075mm e dimensão máxima característica.

Os valores a serem atendidos para estes requisitos são definidos também para as camadas de assentamento, e para o material de ajuntamento, para o caso de projetos de pavimento intertravado impermeável.

São também definidos os requisitos mínimos para juntas alargadas ou áreas vazadas das peças de concreto, indicando uma área de percolação de valor entre 7 a 15% da área total do pavimento.

Por fim, para o revestimento é definido pela NBR 16416, o valor mínimo de 10-3m/s para o coeficiente de permeabilidade. Além dos valores a serem atendidos para um dos requistos, a NBR 16416 indica as referências normativas a serem consideradas e seguidas para a realização dos ensaios.

Execução e manutenção de acordo com NBR 16416

De acordo com a nova norma, a execução dos pavimentos permeáveis de concreto deve se dar conforme metodologias construtivas compatíveis com o tipo de revestimento escolhido para a área pavimentada, e deve ser realizada, antes da liberação para o tráfego, uma inspeção visual, de forma a verificar a existência de peças quebradas ou outras falhas que possam prejudicar o desempenho do pavimento.

A norma apresenta ainda indicações relativas aos procedimentos de manutenção, a serem realizados sempre que haja comprometimento do desempenho hidráulico e mecânico do pavimento, bem como da limpeza deste, que deve ocorrer quando for atingido um coeficiente de permeabilidade menor ou igual a 10-5m/s, de forma a recuperar sua permeabilidade.

Os pavimentos permeáveis de concreto vêm sendo cada vez mais utilizados na construção civil, e representam uma solução para os problemas relacionados à excessiva pavimentação nos grandes centros urbanos.

A normatização das questões relacionadas a este tipo de pavimentação contribui para padronizar e elevar a qualidade dos fornecedores deste material no país, e ampliar sua utilização cada vez mais.

O conhecimento dos requisitos da NBR 16461 é uma forma de se proteger de um material ruim. O objetivo da publicação da nota foi padronizar e aumentar o nível de qualidade dos fornecedores do País. Assim como divulgar sobre as características e vantagens do piso drenante na construção civil.

E você, já conhecia esta norma? Compartilhe sua opinião conosco nos comentários!

Voltar

você também pode gostar destes artigos

20.04.2019 | por: Tetracon

Tetracon responde: dúvidas comuns sobre Concreto!

Leia mais
Meio-fio
12.04.2019 | por: Tetracon

Meio-fio de concreto pré-moldado e in-loco

Leia mais
10.04.2019 | por: Tetracon

Como assentar paver?

Leia mais

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Receba novidades e tendências sobre pavers e muito mais, direto no seu email.

VENHA FAZER UMA VISITA

whatsapp logo