Como assentar paver?

Como assentar paver?

10.04.2019 | por: Tetracon

Blog Paver

Como assentar paver?

A instalação de um piso intertravado é diferente do procedimento de execução de pisos e revestimentos cerâmicos, que são assentados com uma argamassa colante. O paver é assentado diretamente sobre um colchão de areia.

Previamente às etapas de assentamento do paver, é preciso realizar a preparação do solo. Essa etapa inicial é de fundamental importância para qualquer tipo de pavimentação, pois é ela que irá determinar a resistência, durabilidade, estabilidade e solidez do pavimento.

A preparação do solo consiste no nivelamento, e para isso pode ser necessário cortes e aterros, seguido de compactação, preparo de leito, sub-leito, base e sub-base.

A NBR 15.953:2011 – Pavimento intertravado com peças de concreto — Execução traz as seguintes etapas:

➡ execução do colchão de areia ou pó de brita variando em média de 4 a 8cm.

➡ alinhamento e referência: a areia deve ser sarrafeada e nivelada, e para isso são utilizados tubos que são utilizados como mestras. Depois do nivelamento, estes tubos são retirados e o local onde estavam é preenchido.

➡ colocação das peças: uma vez que o colchão está devidamente sarrafeado, o próximo passo é começar a colocar as peças conforme a paginação determinada em projeto. É uma boa prática esticar linhas de referência para garantir a linearidade de assentamento, bem como para assegurar a altura uniforme das peças.

➡ varrição com areia: depois de terminado o assentamento das peças, é preciso varrer areia ou pó-de-brita para preencher os espaços entre os blocos. Esta etapa é fundamental e contribui de maneira direta para o intertravamento do piso.

➡ vibração: com o auxílio de uma placa vibratória, a próxima etapa é a vibração e compactação das peças. Para áreas menores, e situações menos complexas é possível fazer esta etapa com um apiloador mecânico.

➡ limpeza superficial: depois da vibração, prossegue-se com a limpeza da superfície, retirando o excesso de areia ou pó-de-brita e o piso intertravado está pronto para o uso.

Qual é a diferença de paver prensado e paver dormido?

Muitas pessoas percebem a diferença visual entre dois tipos de paver ou bloquetes de concreto: um com aparência um pouco mais lisa e outro com um aspecto mais poroso, e ficam em dúvida sobre qual é melhor e mais indicado para fazer o piso intertravado.

O piso mais “liso” é chamado de paver dormido. Ele tem essa superfície mais lisa devido ao seu processo de produção, que é similar aos demais elementos de concreto: o concreto é despejado em uma forma, aguarda o processo de cura, é feita a desforma e está pronto para o uso.

O processo de produção do paver dormido faz com que uma nata de cimento se forme no fundo da forma (resultando na aparência lisa da superfície), mas que afeta na resistência do produto final. A superfície lisa do paver dormido faz com que o atrito seja menor, sendo mais perigoso e escorregadio em situações de chuva.

Já os pavers e bloquetes prensado ou vibro-prensados são feitos em ambientes industriais, em máquinas específicas. O processo de vibro-prensagem promove maior padronização das peça, aumenta sua resistência e essa porosidade superficial permite que o paver seja utilizado em estradas e rodovias.

Outra diferença importante entre paver prensado e paver dormido é que, por serem feitos em ambientes industriais, os paver prensados tem maior controle sobre traços, o que garante a resistência e durabilidade das peças, e todo o processo produtivo é controlado.
Os pavers dormidos normalmente são feitos em ambientes mais “artesanais”, sem o rígido controle de qualidade da indústria.

Como fazer paver e bloquete de concreto colorido?

A coloração dos pavers e de qualquer peças e artefato de concreto produzida em ambiente industrial é obtida através da pigmentação por óxidos inertes que não afetam as reações químicas de pega e cura do concreto. Dessa forma, o concreto é pigmentado como um todo, e não apenas uma pintura superficial.

Os pigmentadores são encontrados em lojas de materiais de construção e pintura, e são comumente conhecidos em Goiânia e região metropolitana como “pretinho” ou “pó xadrez”. Estes pigmentos são misturados diretamente durante a preparação da massa, e estão disponíveis em diferentes cores.

No ambiente industrial, entretanto, é possível controlar com muita precisão os traços, e quantidade de pigmento adicionado e fazer que os blocos coloridos sejam exatamente iguais, garantindo assim a uniformidade e padronização visual do paver.

A grande vantagem do concreto pigmentado é a facilidade de manutenção ao longo do tempo. Como não se trata de apenas uma pintura superficial, a coloração não desbota e não é preciso fazer retoques com o passar do tempo.

Quanto tempo dura um piso de paver?

A garantia, durabilidade e resistência de qualquer material utilizado construção civil está basicamente ligado a dois fatores principais: a qualidade na produção e manufatura, e a experiência da mão-de-obra que executa.

Em relação a qualidade de produção, produtos industrializados como os pavers vibro-prensados que tem rígido controle e inspeção, controle de traço, armazenamento e transporte adequado tendem a ter uma durabilidade maior. Elementos de concreto feitos da maneira correta, respeitando as relações de água-cimento, controle de pega e tempo de cura aumenta sua resistência com o passar dos anos.

Nesse sentido, as peças de concreto utilizadas como piso intertravado podem durar décadas.

O que pode diminuir o tempo de uso e a durabilidade, entretanto, são fatores diretamente ligados à mão-de-obra e erros de instalação e o mau-uso do piso. Por isso é expressamente recomendado que a instalação de um piso intertravado siga fielmente as diretrizes de norma, por pessoas experientes; além disso, se o piso foi dimensionado para tráfego de veículos leves e começa a receber tráfego de caminhões e veículos pesados, logicamente que a durabilidade estará comprometida.

Voltar

você também pode gostar destes artigos

20.04.2019 | por: Tetracon

Tetracon responde: dúvidas comuns sobre Concreto!

Leia mais
Meio-fio
12.04.2019 | por: Tetracon

Meio-fio de concreto pré-moldado e in-loco

Leia mais
19.12.2017 | por: Tetracon

Guia Completo: Nova Lei de Calçadas de Goiânia

As calçadas são elementos de destaque no urbanismo das cidades. Uma cidade com calçadas padronizadas, bem estruturadas e seguras, garante os deslocamentos urbanos das pessoas, a acessibilidade e a travessia segura de pedestres e ciclistas.

Leia mais

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Receba novidades e tendências sobre pavers e muito mais, direto no seu email.

VENHA FAZER UMA VISITA